Volume
Redes
Sociais
Associações comerciais dos EUA se opõem à sobretaxa para produtos chineses
09/08/2018 - 2h13 em Novidades

O gabinete do representante comercial americano anunciou nesta terça-feira (7) que os EUA irão cobrar, a partir do dia 23 deste mês, uma sobretaxa de 25% para produtos importados da China, num valor de quase US$ 16 bilhões. A decisão recebeu a oposição de várias associações e câmaras setoriais norte-americanas.

“Seja quem for, agricultor, pescador ou operário, há uma coisa que é lúcida. Isto é, os impostos aduaneiros impedem o sucesso dos EUA no longo prazo”, disse o vice-presidente executivo da Câmara Americana de Comércio, Myron Brilliant, num comunicado divulgado também na terça. Em resposta à decisão do governo Trump, Brilliant considera que está na hora de Washington e Beijing retomarem as negociações.

O presidente da Associação da Indústria de Semicondutores dos EUA, John Neuffer, se disse decepcionado com a colocação dos semicondutores na lista dos produtos submetidos à sobretaxa. Segundo ele, a ação vai prejudicar os interesses dos produtores de chips norte-americanos.

O economista norte-americano Donald J. Boudreaux disse à Agência Xinhua, da China, que as disputas comerciais iniciadas pelo governo Trump estão prejudicando os interesses dos consumidores, indústrias e agricultores dos EUA. “As balas não atingiram os outros, mas sim os próprios norte-americanos”, disse o economista.

Tradução: Inês Zhu

Edição: Rafael Fontana

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!